31/05/2019
Gestão Pública, Notícias.

Sinergia entre políticos, gestores públicos e cidadãos

“Quando os cidadãos entendem que a vida é política, eles buscam as informações certas para exigir os seus direitos. Quando os funcionários públicos prestam seus serviços com respeito ao cidadão, eles garantem o acesso para aqueles que mais precisam das políticas públicas. Quando os políticos democratizam o poder, eles deixam de governar para as pessoas e governam ao lado delas. Passou da hora de reconhecer que a política é o nosso ponto de chegada e partida, o que nos faltava era empatia.”

 

Foi assim que a jornalista Naara Normande resumiu o seu projeto, o Empatia Política, lançado no último dia 18 de maio, em uma praça em Maceió, capital de Alagoas.

 

Naara Normande é jornalista, escritora, professora e trabalha com comunicação e política há cinco anos. Fez Mestrado na Universidade Federal da Bahia (UFBA) e pós-graduação na Cásper Líbero, e começou a sair da sua zona de conforto da comunicação no Centro de Liderança Pública (CLP), quando cursou o Master em Liderança e Gestão Pública  (MLG).

 

Os conteúdos e as pessoas que ela conheceu por lá foram os ingredientes que faltavam para que colocasse em prática um projeto que já vinha idealizando há um tempo: um site autoral, onde fosse possível o compartilhamento de experiências e visões sobre comunicação, política, gestão pública e inovação.

 

O CLP conversou com ela sobre a criação e as expectativas para o Empatia Política, que está só começando. Confira!

 

O Contexto da política em Alagoas

 

No Brasil, ainda temos uma visão muito personificada da política. Em Alagoas, terra da líder MLG, não é diferente. “É fulano, é beltrano…as pessoas ainda não se vêem tanto no processo, apesar de várias iniciativas nessa pegada de aproximar o cidadão do político”, conta  Naara Normande.

 

Criação e lançamento do projeto Empatia Política

A ideia surgiu em 2018, mas foi no início de 2019 que Naara começou a materializar o conceito do site. “Foi um insight que eu já tinha, mas quando a gente está só trabalhando com um político ou com a sociedade civil, se esquece do servidor público e de todas as etapas da política pública”, lembra ela.

 

“E aí a ideia do site tem muito a ver com o nome, eu tentei chegar em um que fosse o mais claro possível, porque o Empatia Política é isso: se colocar no lugar do outro. Como a ferramenta que eu tenho é a comunicação, eu tentei criar esse espaço de vazão produzindo conteúdo”, conclui.

 

O blog trabalha uma pauta a cada semana, contando a história pelos três lados: cidadão, servidor público e político ou gestor público. “Não é apenas fazer um blog, mas uma articulação para que as pessoas entendam o que é essa ferramenta, por isso eu fiz o lançamento em uma praça. São matérias, mas não só, são as histórias daquelas pessoas”, afirma a idealizadora, que destaca que a intenção é fazer com que esses conteúdos sejam replicáveis.

Para o lançamento, foi montada uma estrutura com uma tenda e um totem interativo para as pessoas conhecerem o blog. Além de um vídeo institucional (https://youtu.be/UlRZLBeTdRk), produzido com a ajuda de amigos.

 

“Foi um evento que superou as minhas expectativas porque eu consegui reunir dois vereadores, cinco deputados estaduais, um deputado federal e um senador, além de gente de instituições como a Ordem dos Advogados do Brasil de Alagoas e diversos outros atores que se interessaram pelo tema. Aí a gente passou um sábado em um ambiente bem descontraído, com chopp, acarajé e muita conversa. A minha ideia é fazer isso mais vezes.”

 

Parceiros e Público-Alvo do Empatia Política

O Empatia Política é um projeto que não é abraçado ou apadrinhado por ninguém. “Todo o investimento saiu do meu bolso, porque a ideia é justamente poder falar de política da forma como eu acredito”, explica.

 

É um projeto pessoal, mas claro que a presença dos políticos aumenta a credibilidade e a visibilidade. “A ideia para financiar o projeto não é publicidade, mas parceiros que queiram a produção de conteúdo, dentro do meu olhar, na minha linha editorial”, completa. Futuramente, Naara também pretende criar eventos, debates e confrarias para discutir o assunto.

 

Recentemente, ela foi convidada para falar um pouco do projeto na Universidade Estadual de Alagoas, para o curso de Administração Pública. “A ideia é ser multidisciplinar, por isso eu não sei dizer exatamente quem é o público-alvo. O que eu quero é conseguir levar esses temas para quem não vive disso. Eu vivo de política o tempo inteiro, então para mim é muito fácil consumir esse assunto, mas eu sei que não é assim para todo mundo.”

A Líder MLG quer que o conteúdo chegue para quem não tem esse olhar ainda. Ela acredita que, se conseguir sensibilizar uma pessoa a mais ou então fazer com que alguém se veja de outra forma, o projeto já vale a pena. Os entrevistados do blog também se reconhecem ali, especialmente os servidores.

 

A importância da capacitação na criação de projetos inovadores

Nos últimos anos, Naara trabalhou diretamente com políticos do legislativo, como assessora de comunicação institucional e de alguns projetos que ela mesma desenvolvia. Ela afirma que o Empatia Política tem a ver com a reformulação do seu olhar sobre a política, que está relacionada à a experiência dela no Master em Liderança e Gestão Pública – MLG.

 

“O que acontecia é que eu via a política por dois lados: o do político e o do cidadão, sem olhar para o meio, para quem na verdade implementa aquilo no dia-a-dia”, afirma. Porém, o fato do MLG trabalhar a gestão pública, que era uma visão que ela ainda não tinha, a fez olhar para esse outro lado e entender que não dava para querer falar só do político ou só do cidadão, mas que também precisava olhar para esse meio, que é o servidor público.

 

Segundo ela, o blog não vai tratar de assuntos apenas relacionados à Alagoas. “Eu quero aproveitar a rede de líderes MLG e quem mais quiser somar para trazer assuntos para além aqui do estado. Por exemplo, tem um projeto legal no município de Bananeiras, na Paraíba, que já está na minha pauta”, afirma.

 

Naara também pretende misturar as instâncias: se em uma semana fala de uma política pública de nível estadual, na outra fala sobre uma de nível municipal. “Eu vou falar de governo municipal, estadual, federal, o que eu achar que é pertinente, até porque as políticas públicas são uma mistura de todas essas esferas”.

 

Resultados do projeto Empatia Política

No blog, existe uma seção intitulada “Projetos que deram certo”. Essas são iniciativas das quais Naara Normande participou, com o objetivo de aproximar o político do cidadão. “Outros projetos legais, mas de outras pessoas, eu vou jogar para o blog, contando as histórias”, completa.

 

No site existe também um canal aberto, onde as pessoas podem dar sugestões de conteúdos, para que não seja sempre só o olhar dela, o “Vamos tocar um projeto juntos?”.

 

O lançamento do Empatia Política, para Naara, já foi um primeiro impacto porque ela conseguiu fazer com que as pessoas soubessem da existência do blog e entendessem o que é o projeto, um começo muito positivo. “Agora eu quero que ele vire uma fonte de consulta para as pessoas, um espaço de curadoria de conteúdo que tem sempre o olhar do cidadão, do servidor e do político. Se ele caminhar para ser um espaço de referência sobre isso, o propósito estará sendo atingido.”

Compartilhe esse artigo


Notícias Relacionadas

omnichannel-na-gestao-publica-como-adotar-essa-estrategia

Omnichannel na gestão pública: como adotar essa estratégia?

por Luís Guilherme Izycki

Na atual conjuntura social, a digitalização das instituições não é uma opção, mas uma necessidade. A administração pública brasileira vem passando por notáveis evoluções em relação a digitalização de serviços…

Ler mais
a-importancia-do-e-learning-no-setor-publico

A importância do e-learning no setor público

por Patrick Bragança Botelho

Toda administração pública precisa capacitar seus funcionários, pois é por meio disso que se consegue melhorar a prestação do serviço público. Neste artigo, entenda a importância do e-learning no setor público…

Ler mais
a-gestao-de-pessoas-no-setor-publico-brasileiro

A gestão de pessoas no setor público brasileiro

por Ruan dos Santos Ferreira

O que precisa mudar, nas regras e práticas de gestão de pessoas no Estado brasileiro, para que as pessoas considerem ingressar como efetivo no setor público? Normalmente, os cargos no…

Ler mais
omnichannel-na-gestao-publica-como-adotar-essa-estrategia

Omnichannel na gestão pública: como adotar essa estratégia?

por Luís Guilherme Izycki

Na atual conjuntura social, a digitalização das instituições não é uma opção, mas uma necessidade. A administração pública brasileira vem passando por notáveis evoluções em relação a digitalização de serviços…

Ler mais
a-importancia-do-e-learning-no-setor-publico

A importância do e-learning no setor público

por Patrick Bragança Botelho

Toda administração pública precisa capacitar seus funcionários, pois é por meio disso que se consegue melhorar a prestação do serviço público. Neste artigo, entenda a importância do e-learning no setor público…

Ler mais
a-gestao-de-pessoas-no-setor-publico-brasileiro

A gestão de pessoas no setor público brasileiro

por Ruan dos Santos Ferreira

O que precisa mudar, nas regras e práticas de gestão de pessoas no Estado brasileiro, para que as pessoas considerem ingressar como efetivo no setor público? Normalmente, os cargos no…

Ler mais

Junte-se ao CLP

Escreva seu email e receba nossa newsletter


    Siga o CLP

    Siga nossas redes sociais e fique informado