O que é Saneamento Básico e como aprimorá-lo em meu município
25/10/2021
Geral.

O que é Saneamento Básico e como aprimorá-lo em meu município

Listado pela ONU como um dos direitos humanos e pela Constituição Federal como direito fundamental dos brasileiros, associado a outras políticas de saúde, o Saneamento Básico é o nosso tema de hoje.

Nas próximas linhas vamos entender melhor o conceito e traçar alguns caminhos para que cidadãos e gestores públicos, juntos, possam analisar, monitorar e desenvolver políticas públicas que ampliem o acesso a esse serviço, que ainda faz falta a quase metade da população brasileira. Vamos lá?


O que é Saneamento Básico?

Saneamento Básico é um conjunto de serviços que incluem o abastecimento de água, o esgotamento sanitário, a limpeza urbana, além da coleta e manejo de resíduos sólidos e das águas da chuva. De forma resumida, é assim que o Novo Marco do Saneamento Básico o define. 


47% dos brasileiros sem acesso ao saneamento básico. Por quê?

Apesar do conceito estar presente há vários séculos na história do mundo, com relatos datados de 450 a.C, como o Tratado de Hipócrates, o acesso a esse conjunto de serviços ainda é escasso.

A lentidão no processo de universalização do acesso ao saneamento tem raiz na falta de associação entre sua ausência e a causa de graves problemas enfrentados por grande parte dos municípios brasileiros. Além de uma base legal que, por vários anos, inviabilizou o investimento privado no setor, concentrando todos gastos nas mãos do Estado, que demonstrou não ter condições técnicas e financeiras de, sozinho, aportar os quase R$ 700 bilhões necessários para o setor.


Os impactos da falta de saneamento

A falta de acesso a água tratada, por exemplo, é responsável por 88% das mortes por diarréia em todo mundo e, de acordo com dados do Instituto Trata Brasil, em 2011 os gastos públicos com internações por essa doença chegaram a R$140 milhões. Outro grave efeito pode ser sentido na ausência dos serviços de coleta e o correto manejo dos resíduos sólidos, que permitem o acúmulo de lixo a céu aberto, que são carregados pela água das chuvas e interrompem o fluxo de escoamento das águas pluviais, aumentando os danos causados pelas enchentes.


O Novo Marco Legal do Saneamento Básico

O esforço conjunto de entidades do terceiro setor, em diálogo com parlamentares e representantes de todas esferas e níveis governamentais deu origem a uma lei que é vista por especialistas como o pontapé inicial no processo de mudança desse cenário.

Entre outros tópicos, o Novo Marco Legal do Saneamento Básico, estabeleceu como meta para o ano de 2033 que a oferta de água potável alcance 99% da população brasileira e que 90% dos lares tenham acesso ao serviço de coleta e tratamento de esgoto. Além disso, novos mecanismos como a instituição dos Contratos de Concessão, a possibilidade de reunião dos municípios em blocos e a criação de um Comitê Interministerial de Saneamento Básico, oferecem um novo arcabouço técnico que vai permitir uma maior transparência e a injeção de um maior volume de investimentos públicos e privados para ampliação na oferta desses serviços.

Mas a simples instituição de um novo marco legal para o setor não é capaz de garantir que as metas de universalização sejam atingidas. É preciso fazer com que os gestores públicos e cidadãos de todo país tenham acesso a essas informações e compreendam o papel de cada entidade pública nesse processo.

Podcast Coisa Pública: Novo Marco pode universalizar o saneamento básico no Brasil


Um guia para saber tudo sobre Saneamento Básico

Foi pensando nisso que o Centro de Liderança Pública (CLP), aliado a um conjunto de parceiros técnicos, desenvolveu a Cartilha do Saneamento, que serve como um guia para compreendermos as possibilidades de contratos, modelos de parceria, etapas nos processos de licitação, formas de financiamento e outras informações importantes como dados de referência para que municípios de todos os portes possam embasar seu processo de tomada de decisão e acelerar a universalização do saneamento básico em sua região.


Um conjunto de indicadores para monitorar e avaliar o tema

Além da Cartilha do Saneamento, outra importante ferramenta desenvolvida pelo CLP no auxílio à análise e monitoramento de políticas públicas relacionadas ao setor é o Ranking de Competitividade dos Municípios, que oferece um conjunto de indicadores de desempenho reunidos no pilar Saneamento e Meio Ambiente. Utilizando dados públicos disponibilizados pelo Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), essa seção do Ranking permite a cidadãos e gestores uma visão geral sobre o desempenho do município em temas como abastecimento de água, coleta de esgoto e destinação de resíduos sólidos, além de permitir a comparação com outros municípios do mesmo porte.

Com as informações do Ranking e as orientações da Cartilha, cidadãos e gestores de municípios de todo país têm em mãos duas fortes ferramentas para promover uma verdadeira revolução no setor, viabilizando a consecução das metas ousadas de universalização traçadas pelo Novo Marco Legal do Saneamento Básico, superando resistências políticas e corporativas que impedem o avanço do setor, oferecendo uma maior dignidade à população e colocando o Brasil em um novo patamar em relação à saúde pública e aos cuidados com o meio ambiente.


Hora da prática!

Uma boa forma de ajudar na aceleração desse processo é levar essa mensagem ao maior número possível de pessoas, para que todos entendam e exerçam seu papel nesse processo de mudança.

Então, que tal compartilhar este conteúdo em suas redes sociais? Só não se esqueça de marcar os perfis do CLP, que estão disponíveis no Twitter, no Instagram, no Facebook, no YouTube e no Linkedin.

Compartilhe esse artigo


André Tomazetti é gestor público com ênfase em planejamento estratégico, já liderou equipes de comunicação, mobilidade, vigilância em saúde e gestão, além de participar ativamente de campanhas eleitorais desde 2010, tanto na elaboração de planos de governo quanto na geração de conteúdo para rádio, TV e redes sociais.

Notícias Relacionadas

Brasil pode economizar R$2,6 bi ao ano com fim dos supersalários

por CLP

A aprovação do PL dos Supersalários (PL 2721/2021), que regulamenta o teto remuneratório do funcionalismo público dentro do limite definido pela Constituição, é fundamental para o Brasil. Hoje, o teto…

Ler mais
pl-dos-supersalarios-um-passo-a-reducao-da-desigualdade%ef%bf%bc

PL dos Supersalários: um passo à redução da desigualdade

por Rodrigo Galvão

Aprovado pela Câmara, o Projeto de Lei dos Supersalários, que limita o acúmulo de ‘penduricalhos’ acima do teto salarial do funcionalismo público enfrenta pressão do Judiciário e está parado no Senado.…

Ler mais
a-relacao-entre-saneamento-basico-e-saude-ambiental

A relação entre saneamento básico e saúde ambiental

por Talita Galli

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), saúde ambiental são todos aqueles aspectos da saúde humana que estão determinados por fatores físicos, químicos, biológicos, sociais e psicológicos no meio ambiente.…

Ler mais

Brasil pode economizar R$2,6 bi ao ano com fim dos supersalários

por CLP

A aprovação do PL dos Supersalários (PL 2721/2021), que regulamenta o teto remuneratório do funcionalismo público dentro do limite definido pela Constituição, é fundamental para o Brasil. Hoje, o teto…

Ler mais
pl-dos-supersalarios-um-passo-a-reducao-da-desigualdade%ef%bf%bc

PL dos Supersalários: um passo à redução da desigualdade

por Rodrigo Galvão

Aprovado pela Câmara, o Projeto de Lei dos Supersalários, que limita o acúmulo de ‘penduricalhos’ acima do teto salarial do funcionalismo público enfrenta pressão do Judiciário e está parado no Senado.…

Ler mais
a-relacao-entre-saneamento-basico-e-saude-ambiental

A relação entre saneamento básico e saúde ambiental

por Talita Galli

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), saúde ambiental são todos aqueles aspectos da saúde humana que estão determinados por fatores físicos, químicos, biológicos, sociais e psicológicos no meio ambiente.…

Ler mais

Junte-se ao CLP

Escreva seu email e receba nossa newsletter


    Siga o CLP

    Siga nossas redes sociais e fique informado