Como funciona o Fundeb e o que muda após 2021?
29/10/2021
Geral.

O que muda com o novo Fundeb?

O Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) é um fundo coletivo, composto pela contribuição dos 26 Estados e do Distrito Federal, tem o objetivo de redistribuir os recursos de forma a diminuir as desigualdades educacionais no país. 


Como funciona o Fundeb?

Deste grande cofre, sai dinheiro para a manutenção de todas as etapas da educação básica, desde creches, pré-escolas, educação infantil, ensino fundamental, ensino médio até a educação de jovens e adultos (EJA). Segundo o Estudo Técnico 24/2017 feito pela Câmara dos Deputados, sem a política do fundo, a desigualdade seria de 10.000% e com o modelo atual, a diferença é reduzida para 564%. 

Os recursos são distribuídos com base num valor mínimo por aluno anual, definido pelo próprio fundo, e funciona como uma complementação deste valor para escolas estaduais e municipais em situação de vulnerabilidade que não alcancem este valor, cerca de 60% de todo o investimento em educação feito no Brasil vem do Fundeb e é destinado em sua maioria para as regiões Norte e Nordeste. 

Leia também: Como é feita a distribuição dos recursos do Fundeb?


Histórico de fundos anteriores

O Fundeb substituiu o Fundef (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério) que esteve válido de 1998 até 2006, tinha a mesma metodologia, contudo, ampliou seus recursos e renovou sua validade para 2020, até ser atualizado mais uma vez pelo Novo Fundeb em Janeiro de 2021.


O que muda no Fundeb após 2021?

Após 2021, a obrigação financeira da União com o fundo de educação aumentará gradativamente. Atualmente ela se encontra em 10%, passando para 12% ainda em 2021 e podendo chegar até 23% em 2026. Vale ressaltar que a nova organização do fundo traz mudanças claras em relação a simetria da quantidade de verba transferida e a qualidade da educação básica, em especial, o fundo da União, que será dividido em 3 critérios:

E quais são esses indicadores de melhoria?

  1. Mérito e desempenho para o provimento de cargo de gestor escolar;
  2. 80% de participação dos estudantes em avaliações da educação básica;
  3. Redução de desigualdades socioeconômicas e raciais na educação;
  4. Referências curriculares alinhados à Base Nacional Comum Curricular;
  5. Repasse de 10% do ICMS que cabe a cada município com base em melhoria de resultados da aprendizagem;

Com o atual modelo, fica evidente, portanto, que não basta apenas colocar mais dinheiro na educação como vinhamos fazendo ano após ano, é preciso dar ênfase a qualidade da educação.

Leia também: Até quando ficaremos sem um Sistema Nacional de Educação?

Compartilhe esse artigo


Welbert Cordier é veterano do Exército Brasileiro e apaixonado por temas de Liderança e Política. Atualmente estuda Direito e engaja-se com movimentos de reforma política

Notícias Relacionadas

pacto-federativo-a-divisao-de-responsabilidades-na-gestao-publica

Pacto Federativo: A divisão de responsabilidades na gestão pública

por Marcelo Milko

O Brasil possui uma infinidade de responsabilidades que muitas vezes precisam ser desempenhadas em conjunto com municípios, estados e com o governo federal, seja de maneira exclusiva, complementar ou concorrente.…

Ler mais
reforma-tributaria-pec-110-2019-posicionamento-do-clp

Reforma Tributária PEC 110/2019 – Posicionamento do CLP

por Inteligência Técnica

O sistema tributário tem um papel fundamental no bem estar de uma sociedade e crescimento em uma economia moderna, afetando tanto a competitividade nacional, assim como a distribuição social e…

Ler mais
o-federalismo-no-brasil-e-a-pec-do-pacto-federativo

O Federalismo no Brasil e a PEC do Pacto Federativo

por Welbert Sampaio

Federalismo é um sistema político que une vários Estados numa aliança dividindo responsabilidades de forma descentralizada entre o órgão central, chamado de União e seus membros, chamados de Estados-membros -…

Ler mais
pacto-federativo-a-divisao-de-responsabilidades-na-gestao-publica

Pacto Federativo: A divisão de responsabilidades na gestão pública

por Marcelo Milko

O Brasil possui uma infinidade de responsabilidades que muitas vezes precisam ser desempenhadas em conjunto com municípios, estados e com o governo federal, seja de maneira exclusiva, complementar ou concorrente.…

Ler mais
reforma-tributaria-pec-110-2019-posicionamento-do-clp

Reforma Tributária PEC 110/2019 – Posicionamento do CLP

por Inteligência Técnica

O sistema tributário tem um papel fundamental no bem estar de uma sociedade e crescimento em uma economia moderna, afetando tanto a competitividade nacional, assim como a distribuição social e…

Ler mais
o-federalismo-no-brasil-e-a-pec-do-pacto-federativo

O Federalismo no Brasil e a PEC do Pacto Federativo

por Welbert Sampaio

Federalismo é um sistema político que une vários Estados numa aliança dividindo responsabilidades de forma descentralizada entre o órgão central, chamado de União e seus membros, chamados de Estados-membros -…

Ler mais

Junte-se ao CLP

Escreva seu email e receba nossa newsletter


    Siga o CLP

    Siga nossas redes sociais e fique informado