CLP – CLP discute Institucionalização de Políticas Públicas em Fórum do Banco Mundial
Notícias

CLP discute Institucionalização de Políticas Públicas em Fórum do Banco Mundial

08/11/2018 -

 

O diretor do CLP, Fabio Ono, esteve no Fórum sobre Responsabilização Social (GPSA - Global Partnership for Social Accountability), promovido pelo Banco Mundial em Washington (EUA) para apresentar os avanços no desenvolvimento do índice criado pelo CLP para avaliar a institucionalização de políticas públicas e determinar os riscos de descontinuidade.

 

O Fórum

 

Entre os dias 30 de outubro e 1º de novembro, o diretor de Desenvolvimento de Lideranças do CLP, Fabio Ono, esteve em Washington nos Estados Unidos, a convite do Banco Mundial para o Fórum sobre Responsabilização Social (GPSA - Global Partnership for Social Accountability). O GPSA é uma rede promovida pelo Banco Mundial da qual fazem parte mais de 300 organizações da sociedade civil dedicadas à promoção do engajamento cívico e interação entre a sociedade, os cidadãos e os governos. O objetivo é articular incentivos que para que os cidadãos tenham uma voz ativa e que os governos sejam capazes de ouvir aos anseios da sociedade e que possam agir de acordo com os feedbacks recebidos.

 

O Fórum de 2018 teve como ênfase o desenvolvimento de capital humano. Foram debatidos casos e ideias sobre como as finanças públicas podem ser efetivamente usadas para melhorar o bem-estar e a produtividade, e como os cidadãos, a sociedade civil e os governos podem contribuir para melhorar o capital humano. As sessões cobriram temas como a auditoria de contas públicas pela sociedade, o papel da mídia no engajamento cívico, as ações das lideranças comunitárias, entre outros. O fórum tem o intuito de criar um espaço para engajamento dos parceiros, troca de conhecimento, experiências e colaboração.

 

A participação do CLP

 

A sessão que contou com a participação de Fabio Ono, tratou do uso de indicadores como forma de aprimorar a governança e restringir o desperdício de recursos públicos, sendo apresentada, ainda, a iniciativa da Fondazione Etica da Itália na criação de um ranking municipal para avaliar a eficiência da máquina pública. Trata-se de uma experiência similar ao Ranking de Competitividade dos Estados, promovido pelo CLP.

 

Fábio apresentou os avanços no desenvolvimento do índice criado pelo CLP para avaliar o grau de institucionalização de políticas públicas e determinar os riscos de descontinuidade. Promoveu-se um debate sobre o uso prático desta metodologia, a partir do caso da política educacional de Sobral, Ceará, que ao longo de 20 anos alcançou os melhores resultados entre as 5.570 cidades no Brasil. Os participantes do Fórum manifestaram todos um grande interesse por tal iniciativa do CLP, compreendendo o problema da descontinuidade de políticas públicas como um fenômeno mundial.

 

O CLP está buscando parceiros e instituições interessadas em colaborar com o aprimoramento do índice e em sua aplicação em políticas públicas.